Intervenção do Vereador Fialho Marcelino na Câmara Municipal (Reunião de 9/10/06)

Publié le par Secção PS - Bombarral

Sr. Presidente
 
Ainda falando da sua intervenção na última Assembleia Municipal num dos pontos do debate, mais concretamente na Revisão Orçamental, foi afirmado pelo Sr. Presidente que os Vereadores do Partido Socialista ficaram à espera da proposta do orçamento para 2006 para ver se estava alguma coisa de jeito para depois aceitar ou não pelouros.
 
Sr. Presidente
 
Não somos vendidos, nem estamos compradores de nada.
 
Parece que com a sua afirmação os Vereadores do Partido Socialista só trabalham nesta Câmara contra qualquer coisa em troca.
 
Sr. Presidente
 
Esteja descansado que não lhe compramos nada, nem queremos nada, mesmo de borla, vindo de si. Também lhe dizemos, bem nos olhos, que não lhe queremos vender nada. Aquilo que temos feito é oferecer a V. Exª a nossa ajuda para resolver os problemas do nosso concelho e o senhor Presidente e o seu PSD não tem querido.
 
Parece que tem medo de nós! Tem sido com um espírito aberto e de colaboração, onde essa colaboração deva existir, que estamos ao longo deste primeiro ano e se quer saber, estaremos nos próximos três anos.
 
Sr. Presidente
 
Ainda no respeitante à última Assembleia Municipal, o Senhor Presidente quebrou todas as regras de solidariedade institucional, indo, inclusivamente contra o seu próprio voto.
 
Não defendeu a proposta de Regulamento de Apoio às Famílias Carenciadas. Limitou-se a afirmar que foi votada por unanimidade em Câmara e mais nada.
 
Sr. Presidente
 
Tenha a honestidade política, reafirmo política, perante este órgão municipal e diga-nos que fez aquele papel de não defesa da proposta de regulamento motivado pela atitude do PSD na Assembleia Municipal, refira-se, altamente lamentável, pois teve todo o tempo do mundo e nos períodos legalmente existentes, para rebater o articulado do regulamento.
 
Felizmente foi aprovado. Aqui estamos, a partir deste momento, para fiscalizar a sua aplicação e denunciar publicamente todos os atropelos que a governação PSD nesta Câmara tente fazer.
 
Sr Presidente
 
Diga hoje e aqui, se tiver coragem política, onde é que o Partido Socialista reprovou propostas do Senhor Presidente põe “pequinhices”, por pormenores sem qualquer interesse, só por pura chicana política.
 
Sr. Presidente
 
O Partido Socialista não coloca questões de pormenor, só coloca questões consideradas importantes para o interesse da comunidade. Quando apresentamos as propostas, apresentamo-las de uma forma de fácil leitura, de fácil interpretação, conforme deve ser em Câmara e não simples papéis sem se saber se são da Câmara ou não.
 
Sr. Presidente
 
De uma vez por todas passe a apresentar as propostas como foi aprovado aqui numas das primeiras reuniões de Câmara. Se não quer perguntar aos Vereadores do Partido Socialista com se deve fazer, pergunte ao seu Vereador que, sempre que apresenta propostas fá-lo com um mínimo de regras de apresentação.
 
Sr. Presidente
 
A maioria dos documentos que vêm à Câmara, por sua iniciativa, são meros papéis que, muitas vezes nem tem aposto a sua assinatura ou das chefias de divisão. A prova disso, é uma das propostas que está agendada. Já não falando daquelas propostas que lhe faltam a maioria dos documentos, quantos deles de capital importância para a tomada de decisão. Hoje, uma das propostas agendadas é o típico exemplo disso.
 
Se fôssemos a dificultar a sua vida e desta Câmara ainda estaríamos a discutir a sua primeira proposta que apresentou em Câmara.
 
Mas, também lhe dizemos, senhor Presidente, que não estamos dispostos a pactuar com a inexistência total de regras de apresentação de propostas a Câmara como tem feito até aqui. Para que serve o seu Gabinete? Será que é só para fazer chicana política. Se não é parece, pois as reuniões de Câmara não são minimamente preparadas e, se não sabe, é uma das competências do Gabinete de um Presidente de Câmara.
 
Sr. Presidente
 
Também lhe dizemos, penso que para bem de toda a Câmara e em particular, para seu bem, modere a sua linguagem, a sua forma de responder, com alguma agressividade verbal, que um dia poderá ser mal interpretada.
 
Sr. Presidente
 
Só tem um ano de Presidente de Câmara e já está com o sindroma da perseguição. Será que esse sindroma é a sua forma de colmatar as suas insuficiências, o seu desconhecimento de muitas das matérias que são discutidas em Câmara ou a forma de demonstrar que não teve “pachorra” para preparar as reuniões de Câmara?
 
Sr. Presidente
 
Utilize as suas competências, sendo uma delas gerir este grupo de trabalho que são todos os Vereadores que tem aqui na Câmara Municipal do Bombarral. Vai ver que a sua vida será mais facilitada, que afinal ninguém o anda a perseguir, pelo menos da parte dos Vereadores do Partido Socialista. Pelos restantes não posso responder.
 
Espero que hoje, que faz um ano que foram as eleições autárquicas que o senhor Presidente passe efectivamente a trabalhar para os bombarralenses e que não se preocupe com os Vereadores do partido Socialista que eles também sabem o que é melhor para os Bombarralenses.
 

Publié dans Câmara Municipal

Commenter cet article