Reunião de Câmara de 5/9/06

Publié le par Secção PS - Bombarral

Período antes da ordem do dia

 

Sendo uma reunião pública teve início com a intervenção de uma munícipe, a D. Zita Melo, alertando mais uma vez para a situação da falta de condições de salubridade nas traseiras do Hotel Comendador, bem como a falta de licenciamento e de condições de segurança do depósito de gás do mesmo Hotel.

 

 

Intervenção do vereador Jorge Gabriel Martins

 

Pediu alguns esclarecimentos nomeadamente em relação à presença dos auditores numa reunião de câmara; às despesas e receitas dos torneios ibérico e concelhio de futsal, com especial incidência nos prémios pagos aos jogadores profissionais.

 

 

Comentou o projecto da praça da república, referindo o seu desajuste em relação às tendências actuais da arquitectura em virtude de ser um projecto com cerca de cinco anos. No entanto sugeriu alguns complementos ao projecto, remodelação das casas de banho e a criação de um bar/esplanada. Estes equipamentos são muito importantes e não inflacionam substancialmente os custos, uma vez que os trabalhos das casas de banho poderão ser realizados pelos serviços municipais e o bar/esplanada poderá ser executado através da concepção, execução e exploração.

 Manifestou o seu desagrado com a realização de um encontro motards na mata municipal, referindo que não é o local mais propício para este tipo de actividade.

 

 

Solicitou informações sobre a última feira mensal, questionando se a presença de uma força de intervenção rápida da GNR inseria-se numa operação de rotina desta instituição ou uma solicitação da CMB.

 

 

Congratulou-se com o reforço de ligações ferroviárias na linha do Oeste.

 

 

Intervenção do vereador Fialho Marcelino

O vereador referiu-se a notícias vindas a público na comunicação social relativamente à falta de licenciamento das obras efectuadas na Quinta dos Loridos. Mostrando-se frontalmente contra a realização de obras sem o seu prévio licenciamento.

 

 

Intervenção do vereador Bruno Santos

Referiu como seria a filosofia do PS se fosse a força governativa da CMB. A título de exemplo referiu um espaço no Sanguinhal junto ao fontanário, o projecto seria efectuado pelos serviço técnicos da CMB, sendo a obra executada pela Junta de Freguesia, através de celebração de um protocolo de delegação de competências a acordar entre as partes. Competindo à CMB o acompanhamento técnico e fiscalização da execução.

 

 

Intervenção do vereador João Carlos Duarte

 

O vereador referiu-se ao último festival do vinho dando a sua perspectiva dos acontecimentos, no entanto não respondeu à maioria das questões levantadas pelo vereador Fialho Marcelino em sessões anteriores, nomeadamente em relação à falta de cumprimento do Regulamento do Festival do Vinho.

 

 

Ordem de trabalhos

A maioria dos pontos da ordem de trabalhos foram de gestão corrente, no entanto, destaque para a proposta apresentada pelos vereadores do partido socialista tendo em vista a atribuição de bolsas de mérito aos alunos do concelho.

 

Esta proposta tem como objectivo fundamental premiar os alunos que mais se distinguem nos diferentes níveis de ensino A proposta aponta para a definição de critérios pedagógicos, a criar em parceria com as escolas do Bombarral, defende ainda a parceria com uma instituição bancária para o financiamento da bolsa. Depois de alguma discussão e apresentação de opiniões, nomeadamente por parte do Presidente da Câmara, apontando a sua concordância com a filosofia apresentada, inexplicavelmente a proposta foi rejeitada com os votos contra dos vereadores do PSD e da CDU. 

Publié dans Câmara Municipal

Commenter cet article